a origem dos valdenses

Posted in Uncategorized by teologarte.com.br on 14/07/2009

(the origins of the waldensians)

Quando nos mudamos para Roma, em 2006, foi difícil encontrar uma igreja evangélica para frequentarmos. Na nossa busca, descobrimos o óbvio: a maioria dos italianos que têm alguma religião são católicos romanos. “Evangélicos romanos” quase não há. As poucas igrejas de tradição protestante que visitamos são na maioria compostas por estrangeiros. Até chegamos a visitar duas igrejas com cultos em inglês: a Batista dos americanos (“Rome Baptist Church”) e a Presbiteriana dos escoceses (“St Andrew’s Presbyterian Church”), mas queríamos mesmo uma comunidade onde se falasse italiano e pudéssemos conviver com os locais.

Acabamos encontrando a “Igreja Evangélica Valdense da Praça Cavour”. Apesar de ter um templo amplo e bonito numa ótima localização, a igreja tem poucos membros – a maior parte já de cabeça branca -, e não deixa de ser um pouco triste participar dos cultos com os bancos quase vazios, mas isso é bastante comum na Europa. Gostamos bastante da pregação feita pelo pastor – em italiano – e passamos a frequentar a igreja. Mas invariavelmente, quando falamos da igreja Valdense para algum amigo no Brasil, surgem as perguntas: quem são os valdenses? De onde surgiram? Foi para responder a essas indagações que gravamos o vídeo abaixo enquanto visitávamos Lyon, na França. Assistam e comentem!

– Davi e Rosana Pinto
agosto de 2009

 

Leia a transcrição do vídeo:

Centro histórico de Lyon

Centro histórico de Lyon

Lyon, fundada pelos romanos há mais de dois mil anos, é hoje a segunda maior cidade da França e importante centro econômico, cultural e gastronômico. Fica às margens do rio “Rhône” (Ródano) e tem cerca de quinhentos mil habitantes, que chegam a um milhão e meio se considerarmos toda a área urbana ao seu redor. Em Lyon, teve origem, há mais de oitocentos anos, o grupo que pode ser considerado hoje a denominação protestante mais antiga que existe, a chamada Igreja Evangélica Valdense. Talvez, você nunca tenha ouvido falar dos Valdenses, mas certamente já ouviu falar de outras denominações evangélicas presentes no Brasil, como os Batistas, os Metodistas, os Luteranos, os Presbiterianos, a Assembléia de Deus, e muitos outros.

Foi em Lyon que, no século XII, por volta do ano 1170, um rico comerciante chamado Pedro Valdo resolveu traduzir a Bíblia do latim para o dialeto francês falado pelo povo na época; vender tudo o que tinha e dar aos pobres; e começar a pregar o Evangelho pelas ruas de Lyon. Nesse aspecto, o que Valdo fez não foi muito diferente do que São Francisco faria, no século seguinte, na cidade italiana de Assis, renunciando aos bens materiais e se dedicando aos pobres. O grupo liderado por Valdo ficou conhecido como “os pobres de Lyon” e, posteriormente, como os Valdenses. O que chama atenção neles é a atitude que tinham diante da Bíblia. Não estavam tão interessados em interpretar a Bíblia quanto em obedecer e pôr em prática o que entendiam como mandamento divino para eles. Insistiam em continuar pregando o Evangelho, apesar da proibição da Igreja. Valdo e seus seguidores eram leigos, e, naquela época, era um monopólio da Igreja e a pregação e a interpretação das Escrituras.

Igreja Valdense da Piazza Cavour, Roma

Igreja Valdense da Piazza Cavour, Roma

Acabaram sendo expulsos de Lyon e encontraram refúgio nos Alpes, na região italiana do Piemonte. Mas os Valdenses não pretendiam se separar da igreja Católica, tanto que por mais de trezentos anos continuaram fazendo parte dela, apenas tendo seus próprios costumes. Só com a Reforma Protestante, no início do século XVI, é que eles se identificaram com os ensinamentos de Lutero e de Calvino e aderiram à Reforma. No século XVII, no contexto das guerras de religião, os Valdenses foram exilados dos Alpes, onde estavam estabelecidos há séculos, e quase chegaram a ser eliminados completamente. Mas sobreviveram às perseguições, voltaram aos Alpes e mantiveram até hoje a fé evangélica. São hoje uma das principais igrejas protestantes na Itália e estão presentes, em menor número, em países como a Argentina, o Uruguai e os Estados Unidos.

Como vimos, a história valdense é cheia de episódios marcantes, que mostram uma tradição de fidelidade e de compromisso com o Evangelho mesmo em circunstâncias adversas. Mas para nós, que vivemos no século XXI, sob a égide da pós-modernidade, que relevância pode ter o que Pedro Valdo e seus seguidores começaram na Lyon medieval do século XII? Deixo para você a tarefa de encontrar uma resposta, mas suspeito que a história dos Valdenses pode – e deve – servir de inspiração para todos os que hoje, mesmo sem serem religiosos profissionais, querem ter um estilo de vida que seja coerente com a fé em Jesus Cristo.

 

Páginas: 1 2

12 comments

12 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Elzenice Pires said, on 23/10/2009 at 23:59

    Oi Davi, recordei um pouco do que estavamos estudando no curso “Lideranca Crista” no Barro Preto, se lembra? Gostei muito de seu video com a participacao de Rosana. E muito bom saber, ainda mais quando se trata de nossas origens cristas. E fundamental que nos, evangelicos saibamos sobre os grupos que foram os pioneiros na divulgacao do evangelho. Somos em parte diferentes sim mas temos o mesmo Senhor como autor da nossa salvacao. Gloria a Deus pelos Valdenses!

  2. Tania said, on 28/01/2010 at 18:28

    Oi Davi e Rosana, entrei para visitar e já estou encantada. Amo história relacionada ao evangelho, mas tenho pouco tempo de procurar textos breves e bem escritos. Aqui pude conhecer rapidamente experiências de irmãos em Cristo e de uma forma gostosa. Parabéns pela iniciativa e continuem. Deus abençoe sua família.

  3. Soldado Cristão said, on 02/07/2010 at 23:58

    Uma das maiores igrejas com formação em principios dos valdenses e muito presente no brasil é a Congregação Cristã.

  4. anna braga asth said, on 06/09/2010 at 19:28

    Louvado seja Deus que dá força aos seus fiéis. Deus abençoe os Valdenses.

  5. Anderson oliveira said, on 24/02/2011 at 00:12

    Muito bom!!! Parabéns aos tres!!!

  6. João Paulo said, on 11/03/2011 at 21:59

    É bom saber que existem “denominações” que preservam a origem do evangelho, hoje infelizmente não é nossa realidade no Brasil. Pois bem hoje é meu primeiro contato com o site de vocês e ja estou apreciando. Parabens!!!!

  7. Cíntia Ferreira Leão said, on 17/08/2011 at 12:02

    Bom dia , queridos amigos de longa data!
    Este é meu primeiro contato em meio à correria do dia -a – dia!
    Como conhecemos pouco a nossa história… Obrigada por esta gostosa iniciativa!
    Vou entrar com mais frequência e viajar neste mundo tão fascinante da teologia, história e arte e passar para os meus filhos! Acabamos de colocar um mapa na parede para que eles pudessem entender um pouco do que falamos, quando se trata de outros lugares que não aqui, de outras histórias, mas da mesma teologia! Comentei até do Seto Han Hoi (vocês têm contato com ele?) Me encanto com tudo isto, mas não tenho muito tempo para buscar! Aqui neste site, ficou prazeroso, e mais ainda, um refrigério, pois é muito bom revê-los e matar um pouco da saudade!
    Abraços,
    Tiago, Cíntia, Artur (5e1/2) e Elisa (4anos)

  8. Marcio Freitas said, on 16/09/2011 at 00:45

    É tão bom ver exemplos como o de Pedro Valdo que lutou por um cristianismo que acreditava, sem segundas intenções como financeira e politica, ele fez o que o mancebo de boa qualidade não quis fazer.
    Que Deus abençoe a todos.

  9. Edilberto Pereira said, on 18/09/2014 at 19:27

    Graça e Paz !!!

    Interessante a história dos valdenses e de outros grupos compromissados com a palavra de Deus na antiguidade. Graças a Deus existe fontes históricas a respeito do cristianismo que não venha somente do catolicismo romano.

  10. António Nunes said, on 03/11/2014 at 21:28

    E esta, ainda existe uma igreja de denominação valdense? Incivel, Deus seja louvado. Obrigado pela vossa intervenção no mínimo histórica. Bonito

  11. Ivany Régis said, on 26/11/2015 at 19:24

    Fiquei profundamente comovido com a história de fé e grande intrepidez dos Valdenses. Parabéns pela pesquisa.

  12. Luiz said, on 14/01/2016 at 14:19

    Muito bom o texto sobre Pedro Valdo e os Valdenses… Parabéns


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

viagens pela história da igreja artes visuais e fé cristã    teologarte brasil - página inicial blog teologarte - arte, cristianismo, etc biblioteca virtual

© 2009 teologarte.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: